depuração

_MG_4400

Uma das pragas na preservação dos centros históricos é o “purismo” de tal forma que as cidades se tornam numa espécie de parque temático sobre elas próprias. Braga oscila, sem qualquer critério, entre esta rigidez ridícula relativamente à área pedonal ou aos anúncios nas fachadas – com regras estritas impostas, pelo menos, aos pequenos comerciantes – e o vale tudo na reconstrução de casas com dois, três e mais séculos de vida. Mas afinal quem é que disse que as antenas ficam mal nos telhados do centro?

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s