era um prolongamento sff

muhba

Em 2008, enterrado no fim do túnel da Avenida da Liberdade, em frente aos Granjinhos, a Unidade de Arqueologia encontrou um templo ou basílica de Bracara Augusta, construção datada do século I e que terá cerca de 300m2. Qualquer cidade que se preze não teria perdido a oportunidade de ganhar um novo monumento. Claro que, nesses tempos a História era para a Câmara sempre um empecilho. O templo teve porém a sorte de aparecer fora da área de intervenção e acabou conservado no subsolo.

Oito anos depois, é com total espanto que leio nos jornais que o actual presidente da Câmara acha simpática “a ideia de avançar para a terceira fase do prolongamento do túnel da Avenida da Liberdade”… Se a pertinência e utilidade da obra são muito duvidosas, a consequência não é: prolongar o túnel significa destruir o templo com 20 séculos. Já não bastava que em dois anos o novo executivo não tivesse tomado a iniciativa de promover uma escavação – para, pelo menos a título simbólico, mostrar que a arqueologia não tem de actuar sempre em situação de emergência – e ainda temos um entusiasmado presidente da Câmara a querer ultrapassar o antecessor… Segurem o homem!

(na foto, a possibilidade que o visitante do Museu D’Història de Barcelona tem de descer ao subsolo e caminhar na cidade romana de Barcino, que jaz sobre a actual Plaça del Rei)

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s