3 Anos a Fazer Posts! (e tanto por fazer em Braga – um balanço do mandato autárquico para a revista RUA)

fullsizerender

Voltemos a 2013, aos meses pré-eleitorais. A coligação Juntos Por Braga andava à nora depois da trapalhada da Fábrica Confiança. A reflexão sobre a cidade era nula e a campanha ia somando muitas promessas avulsas aqui e ali (e se o PSD ainda promoveu algumas iniciativas de debate, o PP não existia).

Além de Ricardo Rio e de Miguel Bandeira, ninguém fazia a mínima ideia o que pensava o resto da equipa. Mas a verdade é que a mudança tinha-se tornado inevitável para pôr fim a enquistados vícios socialistas, mesmo sabendo que outros surgiriam. Chegados ao poder e esgotadas as medidas dos primeiros 100 dias de governação, a falta de rumo da Coligação passou a ser evidente.

E se a meu ver, face a tantos anos de espera, não houve ainda nenhuma boa surpresa, algumas mudanças nestes 3 anos são de louvar:
-o PDM teve direito pela primeira vez a um período de discussão significativo (embora na fase final);
– o PEB ganhou outra atenção e uma nova dinâmica;
– o GNRation perdeu grande parte do edifício mas consolidou uma programação alternativa;
– a relação com as universidades tornou-se mais próxima;
– o S. João adquiriu um novo fôlego (desperdiçado, é certo, com a inútil corrida do porco preto e com a péssima imagem que a cidade continua a passar com as barracas e as más condições dos feirantes);
– os TUB passaram a servir melhor o Hospital;
– o Orçamento Participativo e alguns conselhos consultivos foram implementados.

O novo executivo trouxe uma forma mais simpática de relacionamento com a imprensa que, contudo, esconde uma obsessão pelo controlo de informação. Pago por todos nós, a Câmara bombardeia-nos através de um serviço caro e incessante de propaganda com excelentes fotografias, posts a toda a hora, reportagens e vídeos profissionais. A nível local, os jornalistas passaram a estar condicionados na sua liberdade profissional pelas polémicas avenças pagas pela Câmara aos jornais. E havendo tantos comunicados oficiais já (quase) não é preciso ir ao local e muito menos ouvir a oposição.

O enorme esforço que a Câmara tem com a sua imagem e com a presença no máximo de eventos não se traduz, contudo, no mesmo grau de atenção aos problemas da cidade. A enorme vaidade em ser notícia é muitas vezes oca! Os problemas estruturais de Braga não se resolveram, nem se atenuaram nestes 3 anos de mandato:
– o caos na zona pedonal;
– o sistema obsoleto de recolha de lixo;
– a inexplicável falta de espaços verdes;
– a falta de transparência dos procedimentos de licenciamento;
– a ausência de debate público frequente;
– as demolições no centro histórico;
– a persistência de um espaço público dedicado aos automóveis;
– a inexistência de estratégia cultural e a falta de vários equipamentos básicos (museu, arquivo, galeria, segunda sala de espetáculos);
– o desprezo pela requalificação urbana da cidade moderna; etc.

Mas Ricardo Rio renovou também vícios que se julgavam enterrados com a chegada duma nova geração: a péssima relação com os cidadãos e a teimosia em não equacionar alternativas (como temos visto no caso S. Geraldo); os negócios polémicos com os velhos grandes empreiteiros (como é exemplo a permuta de terrenos na rodovia, aprovação de um hipermercado em zona verde ou acordos feitos em tribunal), com o futebol (como a atesta a doação de 11 hectares ao SCB sem qualquer discussão) e com a Igreja (de que é exemplo a proposta de instalação da junta de freguesia a peso de ouro no S. Geraldo). 

Mas será que a falta de obra provém da alegada falta de verbas como a todo o passo invoca a Câmara?

Depois de ser ter gasto o preço de um apartamento a remodelar o gabinete do presidente da Câmara é difícil continuar a atirar as culpas para o orçamento. Creio que o falta são ideias e trabalho. É que há tanto para fazer em Braga – e tão urgente! – que não se percebe como se fez tão pouco.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s