MITOS DO S. GERALDO – Nº 3: ah e tal, não há dinheiro

O que não há é estratégia. A compra a pronto pela Câmara (CMB) deve ser vista como o último recurso. Não foram os que estão contra a demolição do S. Geraldo que exigiram a aquisição. Foi a CMB que, numa tentativa de calar as vozes críticas, atirou para o ar um valor de 5 milhões. Esse valor não tem qualquer sustentação e até o Arcebispo … Continue a ler MITOS DO S. GERALDO – Nº 3: ah e tal, não há dinheiro

MITOS DO S. GERALDO – Nº 1: ah e tal, esteve 20 anos fechado e só agora é que se lembraram

É verdade que durante 20 anos pouco se falou do S. Geraldo. Digo pouco porque houve sempre várias pessoas e entidades que foram questionando o futuro do S. Geraldo. Desde cartas dos leitores enviadas aos jornais até ao artigo da ASPA em Janeiro deste ano, passando pelo Programa Estratégico de Reabilitação do Centro em vigor. Na verdade, até a própria Câmara atual procurou um futuro … Continue a ler MITOS DO S. GERALDO – Nº 1: ah e tal, esteve 20 anos fechado e só agora é que se lembraram

Chorar como em Lisboa?

Braga quer estudar a sério as mais variadas soluções e encontrar uma que permita assegurar ao S. Geraldo um futuro como equipamento cultural (voltar à ideia de 1924 do Salão Recreativo, com um espaço multifuncional? museu? espaço associativo? privado? público? restaurado? arranjado?), dando o exemplo ao País? Ou prefere daqui a poucos anos estar a chorar – como Lisboa ontem na SIC – a perda … Continue a ler Chorar como em Lisboa?

Concurso ou sem curso?

No Concurso de Ideias sobre a Av. da Liberdade (e envolvente) pedia-se expressamente aos arquitetos concorrentes que se pronunciassem sobre o Cinema S. Geraldo. Estavam em causa 3 prémios (12.500€, 5.000€ e 2.500€). Como se vê na imagem-resumo, os concorrentes responderam ao que lhes foi pedido pela Câmara. Em todas as propostas – incluindo as dos 3 premiados! – os arquitetos previram que o S. … Continue a ler Concurso ou sem curso?

Sair do Filme

Ao passar pelas Carvalheiras não pude acreditar: estão a demolir todo o interior de uma das casas mais bonitas da Rua Frei Caetano Brandão. A destruição está seguramente licenciada pela Câmara Municipal que continua a ler o Regulamento de Salvaguarda do Centro como uma obra de ficção. Apesar das promessas de mudança, continuamos na mesma lógica de que reabilitar e conservar é sinónimo de destruir … Continue a ler Sair do Filme

Longa vida ao S. Geraldo!

O recém-anunciado projeto para o velho cinema S. Geraldo é uma boa notícia? Não propriamente. O que foi anunciado faz sumir de vez qualquer ideia de recuperar a enorme sala para fins culturais. Independentemente da qualidade arquitetónica do projeto apresentado, apenas se manterá vagamente uma memória do espaço antigo. Na prática, será uma praça de alimentação com um hotel. Chamar-lhe mercado cultural é, por isso, … Continue a ler Longa vida ao S. Geraldo!