MITOS DO S. GERALDO – Nº 3: ah e tal, não há dinheiro

O que não há é estratégia. A compra a pronto pela Câmara (CMB) deve ser vista como o último recurso. Não foram os que estão contra a demolição do S. Geraldo que exigiram a aquisição. Foi a CMB que, numa tentativa de calar as vozes críticas, atirou para o ar um valor de 5 milhões. Esse valor não tem qualquer sustentação e até o Arcebispo … Continue reading MITOS DO S. GERALDO – Nº 3: ah e tal, não há dinheiro

Que reabilitação queremos?

Mais uma vez, o progresso para Braga é sinónimo de demolir sem investigar, sem debater, sem ponderar cenários. Assim foi com o Convento dos Remédios, com o Castelo Medieval, com o quarteirão da Sé e muito mais. Já neste século XXI, foram abaixo o Palacete Matos Graça, o Palácio dos Correios, a Casa dos Castelos (e infelizmente os 3 edifícios que os substituíram – e … Continue reading Que reabilitação queremos?

Um Encanto

Madrid tem dezenas de cinemas e teatros enormes e monumentais. Não é o caso do Cine Doré. Construído nos anos 20, no bairro central de Antón Martín, fechou em 1963 e, após 20 anos de decadência, foi salvo pela Câmara. Reabriu em 1989 depois de obras de reabilitação, tornando-se, por via de um protocolo, na sala de projeção da Filmoteca Espanhola. Curiosamente o encantador Cine … Continue reading Um Encanto